Mais de cinco mil fotos produzidas no período de 2002 a 2003. Este foi o ponto de partida que deu origem à idéia de publicar um livro com as melhores fotos que fiz. Para registrar não só este momento da minha carreira, mas também, o mercado brasileiro de jóias. O Brasil nunca esteve num momento tão favorável como agora para mostrar-se e estabelecer-se no cenário mundial como uma potência no mercado de jóias. Criatividade para isso não falta, e isso será comprovado ao passear pelas páginas deste livro.
Uma vez decidido a fazer o livro, faltava definir qual critério adotar para a escolha das fotos o que acabou sendo muito penoso para mim. Selecionar duzentas fotos de um total aproximado de cinco mil é algo que me deixou profundamente angustiado, pois muitas fotos de que gosto ficaram fora e muitas jóias importantes também. Por outro lado, selecionar duzentas fotos de cinco mil deixou o livro altamente seletivo e com bom nível técnico. Na primeira etapa, selecionei mil e duzentas fotos, na segunda, quatrocentos e vinte e, finalmente, na terceira duzentas fotos sobrando ainda para o final mais alguns cortes para melhorar a harmonia das páginas.
O critério escolhido foi o da representatividade. Para isso optei por incluir pelo menos uma foto de cada cliente que passou pelo estúdio. Consegui, assim, grande variedade de estilos e de materiais. Um número maior de fotos de alguns designers justifica-se pelo maior volume de trabalhos produzidos.

Optei, também, por só incluir fotos feitas em digital e excluir as feitas em cromo, deixando assim para o passado este sistema que embora muito eficiente é lento e sujeito a oscilações. Acho que a foto digital é um passo a frente e sem volta.
Olhando agora para o livro pronto e acabado eu não tenho como não ficar orgulhoso com o resultado do trabalho e com o nível a que chegou a joalheria no Brasil. Espero que você compartilhe com minha opinião e que desfrute com o mesmo entusiasmo as páginas desta obra.

Boa viagem!
Almir Pastore